Arquivo de Tag | modéstia

Os Sacramentos na vida da mulher

Sacramentos

Olá, amados leitores!!! Venho trazer a primeira tirinha do ano de 2013! E vamos inciar o ano falando um pouco sobre Sacramentos.

Os pais que amam verdadeiramente seus filhos, não se preocupam somente em colocar o pão na mesa, dar escola e vestir a eles, mas se preocupam também (e especialmente), com a vida espiritual deles. Daí, desde cedo, já levam os filhos à Igreja para receberem os Sacramentos.
“Os sacramentos são sinais eficazes da graça, instituídos por Jesus Cristo e confiados à Igreja, por meio dos quais nos é dispensada a vida divina. Os ritos visíveis sob os quais os sacramentos são celebrados significam e realizam as graças próprias de cada sacramento. Produzem fruto naqueles que os recebem com as disposições exigidas.” (CIC 1131)
Quando pequena, a criança depende em tudo dos pais. Portanto, é responsabilidade deles preparar e levar os filhos a receberem os primeiros sacramentos, e um cuidado especial deve ter as mães em como vestir suas filhas meninas. Quando a mãe acostuma a filha desde cedo a se vestir com pudor e modéstia, esta quando crescer não sentirá vergonha de vestir uma saia ou vestido mais composto.
Há mocinhas que vão receber o sacramento de Confirmação (ou Crisma) vestindo uma camiseta e calça muito colada. Não fazem por maldade, mas é que além de não terem uma boa formação espiritual, é assim que foram acostumadas a vestir desde pequenas.
A tirinha mostra uma sequência de imagens que exemplificam o modo correto e piedoso de a mulher se aproximar dos Sacramentos. Não é um padrão, mas como disse, exemplificam, ou seja: servem como exemplo para inspirar.
Devemos sempre lembrar que fazemos parte do Corpo de Cristo, os membros deste Corpo Santo devem ser cuidados com zelo: “Os sacramentos destinam-se à santificação dos homens, à edificação do Corpo de Cristo e ainda ao culto a ser prestado a Deus.” (CIC 1123)
Vou encerrar deixando umas bonitas palavras do Pe. Édouard Hugon, tiradas do seu maravilhoso livro O Rosário e a Santidade:
“Os Sacramentos estão em perfeita harmonia com a natureza humana, que é de uma só vez sensível e espiritual. Querer aplicar o homem a atos puramente intelectuais seria privá-lo de um leite indispensável à sua felicidade. Sua religião e seu culto têm necessidade de um alimento exterior; seus Sacramentos devem ser, como ele mesmo, compostos de uma alma e de um corpo. Os Sacramentos são um corpo, pois são sinais sensíveis; têm uma alma, pois contêm a verdade invisível do Altíssimo. Algumas palavras são pronunciadas: subitamente o sinal é invadido pela majestade divina; Deus passa ao sacramento, pois a graça está presente, e ao mesmo tempo que a graça toca a alma, a alma toca Deus.”
(R. P. ÉDOUARD HUGON, OP – O ROSÁRIO E A SANTIDADE. PREFÁCIO. PANORAMA DAS GRANDEZAS DO ROSÁRIO.)
Salve Maria!!

PS: CIC: Catecismo da Igreja Católica.

Anúncios

Natal Feliz

Família Ogawa1Então é Natal…
E neste momento, desde a noite de ontem, quantos estão metidos em embriaguez, curtindo música e danças profanas; quantos, desde a noite de ontem, estão metidos em adultério e outros pecados graves! Sim, e isto não porque é Natal, não, NÃO! Mas porque muita gente perdeu ou ignora completamente o sentido desta palavra.
Muitos estão querendo tirar da manjedoura o Menino Jesus para colocar o Papai Noel. Muitos se juntam aos familiares e amigos para a ceia de Natal, e nesta ceia, é claro, não pode faltar a bebida alcoólica. Daí acontece o que eu já citei mais acima ao começar este texto. É triste e lamentável!
Que não aconteça o mesmo com nós católicos, longe de nós tal realidade!
O desenho mostra uma família católica fazendo como devemos proceder em nossas casas neste dia tão lindo. Reunir a família para rezar. E em vez de ornamentarmos o nosso lar com papai Noel, compremos uma imagem do Menino Jesus (se não puder comprar o presépio completo) coloquemos num lugar de destaque, improvisemos um altar com flores e velas, para ali homenagearmos o Aniversariante deste dia. Reunamos a nossa família para rezar, para, ao exemplo da Sagrada Família de Nazaré, contemplar com solenidade o Filho de Deus que se fez tão pequenino no ser de uma frágil criancinha que deitou o seu lombinho sobre uma rústica manjedoura.
Oh! Quantas graças serão ali derramadas! Quantos milagres poderão ser realizados nesta noite de Natal! Quantas almas convertidas e salvas! Católicos, não deixem passar a graça.
Desejo a todos muita felicidade, saúde paz e perseverança na busca da santidade. Que Nossa Senhora abençoe e proteja a todos vocês.
Um feliz e santo Natal, e que 2013 venha recheado de muitas graças e bênçãos para a sua vida e toda a sua família.
Salve Maria!

Por que usar saia abaixo dos joelhos?

Por que usar saia abaixo dos joelhos?

Muitas pessoas, mesmo católicas, não compreendem por que as moças que buscam viver a modéstia no vestir, sempre usam saias somente abaixo dos joelhos, pensam que é um exagero! Bom, esta tirinha mostra exatamente por que.

No quadro nº 01 vemos que a personagem está vestindo uma saia um pouquinho acima dos joelhos, um pouquinho apenas. Muitos até consideram este tamanho modesto, pois está mostrando praticamente apenas os joelhos.

Pois bem, olhe agora para o quadro Nº02. Quando o personagem senta, a saia imediatamente sobe para se ajustar ao corpo, e isso faz com que as coxas fiquem à mostra. Podemos ainda dizer que essa saia é modesta? Ou que está de bom tamanho? Não duvido que alguém o diga, mas a pessoa que quer viver o pudor e a modéstia com honestidade vai concordar que esta saia está curta sim! E a moça que insistir em vestir saias neste comprimento deverá ter a consciência de que poderá estar colocando almas em perigo.

Agora no quadro Nº03 vemos que a personagem está vestindo uma saia comportada com o comprimento um pouco abaixo dos joelhos. Além de mais compridinha, ela não é justa, e ao sentar-se, ela não subirá, mas ao contrário, descerá cobrindo ainda mais as pernas (vide quadro Nº04).

Vestida assim, com pudor e modéstia, a moça não colocará a si mesma, nem o próximo em perigo, além de que estará até mais confortável.
Vou encerrar deixando aqui o testemunho de Santa Perpétua narrado pelo Santo Padre Pio XII:

“Lemos na “Passio SS Perpetuae et Felicitatis” – com justiça considerada uma das maiores obras da literatura cristã – que no anfiteatro de Cartago, quando a martir Víbia Perpétua, jogada para o alto por uma vaca selvagem, caiu no chão, seu primeiro pensamento e ação foi arrumar o vestido de modo a cubrir sua coxa porque ela estava mais preocupada com a modéstia do que com a dor.” S.S.Pio Xll – Alocução as Moças da Ação Católica

Salve Maria!

Maria Bastos

E quando uma moça católica…

Nós moças católicas que levamos a sério a santa modéstia no vestir e buscamos vivê-la, somos, muitas vezes, chamadas de puritanas e especialmente por mulheres católicas ou que se dizem católicas. Mas nós nos vestimos assim por amor a Deus, buscando ao menos tentar seguir o exemplo de Nossa Senhora, e por caridade e amor ao próximo, especialmente nossos irmãos os homens que são os que mais sofrem hoje em dia com o modo de vestir das mulheres, inclusive católicas.

Criei essa tirinha inspirada no diálogo com alguns rapazes amigos meus. E já vi também apelo de um jovem católico que chegou a pedir para nós moças que tenhamos a caridade de ajudá-los nessa difícil luta pela castidade, pois não é nada fácil para eles. E muitas moças têm o receio de se vestirem bem, cobrindo com recato o seu corpo por medo de os rapazes não as acharem mais atraentes, têm medo de ficarem feias ou parecidas com velhas, mas vou postar aqui um pequeno trecho de uma conversa que tive com um de meus amigos, o Wendel Jam, sobre este assunto:

“Jesus disse: ‘aquele que olhar para uma mulher com desejo de possuí-la já cometeu adultério em sua mente’. Os homens são mais visuais, Maria (…). A mulher é especial nas formas, realmente é algo atraente a se olhar, mas é exatamente porque é tão bom e tão belo que deve ser guardado (…). Como seria bom se as mulheres guardassem seus corpos, assim o que é tão belo, teria o devido valor e respeito. Duvido que alguém sairia com um colar de diamante num lugar cheio de traficantes, ladrões… Por que não expõe o diamante assim na rua? Porque terão pessoas que irão querer roubá-lo! Se a mulher valoriza seu corpo, igualmente não pode expô-lo! Mas a mulher vale mais que o diamante! Então por que se expõem? Também existem os ‘ladrões’ por aí que irão querer aquele corpo apenas para usar e descartar…”

Bom, acho que não preciso dizer mais nada. Salve Maria!

Maria Bastos

Modéstia Masculina

O homem tem que saber como tratar uma mulher, especialmente uma donzela cristã. A modéstia masculina consiste mais no comportamento do que na vestimenta.

Nesta tirinha vemos que quando o rapaz pensava que estava arrasando descobriu que estava mesmo era vacilando.

Salve Maria!

Maria Bastos

O véu e a proteção de Maria

O uso do véu , um piedoso e antigo costume da Igreja que já fora abandonado por muitas mulheres após Concílio Vaticano II, talvez devido a uma má interpretação do mesmo ou por outras razões. Mas felizmente o belíssimo costume está sendo resgatado aos poucos. Hoje já temos muitas mulheres que estão usando o véu nas Missas, não somente em Missas no Rito Extraordinário, tanto quanto no Rito Ordinário também.

Porém, embora o número de mulheres esteja crescendo, ainda assim nos sentimos sós nessa caminhada. Eu mesma sou a única na minha Paróquia, e como muitas moças, senti dificuldade no começo. A primeira vez que usei véu aqui, foi na Missa Tridentina, e me senti super confortável, até porque tinha outras mulheres que também usavam. Mas depois, ninguém mais usou, infelizmente…
No começo a dificuldade é grande, porque percebemos que estamos chamando a atenção das pessoas, e vemos que todos ficam nos olhando, isso nos deixa acanhada, tímida… Mas é mais uma oportunidade de oferecer algum sacrifício a Nossa Senhora. E não sei quanto às demais garotas, mas no meu caso, sinto mais confiança depois de rezar aquela oraçãozinha para antes de colocar o véu. E quando me esqueço dela rezo uma Ave Maria, aí fico bem =).
Esta tirinha é em homenagem a todas as moças católicas que usam o véu, àquelas que pretendem usar e também um convite às que ainda não pensaram no assunto.

Salve Maria!!

Maria Bastos